Óscar Mascarenhas e o detetive historiador

.

Falecido há dois anos,  Óscar Mascarenhas deixou-nos um livro O detetive historiador. Ética e jornalismo de investigação, Âncora Editora, que reúne, entre outros,  materiais da sua dissertação de mestrado  em Comunicação, Cultura e  Tecnologias de Informação no ISCTE – IUL, e do programa das suas aulas de Ética e Deontologia do Jornalismo na Escola Superior de Comunicação Social, bem como respostas a um questionário por parte de 17 jornalistas: Adelino Gomes, Ana Leal, Cândida Pinto, Diana Andringa, Fernanda Câncio, Frederico Duarte de Carvalho, João Garcia, Jorge van Krieken, José António  Cerejo, Jose Luís Manso Preto, José Manuel Barata – Feyo, José Manuel Levy, José Pedro Castanheira, José Vegar, Ricardo Dias Felner, Rui Araújo e  Tânia Laranjo.

Interessantes as notas comparando a investigação policial,  a investigação jornalística, e a investigação cientifica, sobretudo histórica.  Quase me sinto tentado a juntar-lhes  notas comparativas da investigação científica com o trabalho de auditoria.

Foi sindicalista e presidiu ao Conselho Deontológico do Sindicato dos Jornalistas cujo ex-Presidente Alfredo Maia prefaciou a edição. Fui, com agrado,  seu leitor assíduo, mas nunca contactei com ele pessoalmente. Tínhamos contudo uma amiga comum, que o conhecia desde o curso de Direito.

.

Anúncios

Sobre ivogoncalves

64 anos Licenciado em Economia pelo Instituto Superior de Economia, Mestre em Administração e Políticas Públicas pelo Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa, Doutor em Sociologia, especialidade de Sociologia Política, pelo ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa. Detém Diploma de Estudos Avançados (3º Ciclo) em História Moderna e Contemporânea da mesma instituição. Domínios de actividade profissional: Gestão Orçamental Pública, Auditoria e Fiscalização, Recuperação de Empresas como dirigente, técnico ou consultor e formador. Outros domínios de interesse: Sistemas de Informação. Docente do ensino superior de Setembro de 1976 a Maio de 1985 no Instituto Superior de Economia, e de Outubro de 1985 a Julho de 2010 no Instituto Superior de Gestão (integrado actualmente no Grupo Lusófona). Membro nº 15 da Ordem dos Economistas. Pertence ao Colégio de Economia Política e ao Colégio de Auditoria. Membro nº 1385 do Instituto Português de Auditoria Interna. Sócio nº 20831 da Sociedade de Geografia de Lisboa.
Esta entrada foi publicada em Cidadania, Ensino Superior. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s