Um exercício sobre auditoria nos PALOPs concebido há dezoito anos.

.

Exercício de apoio à aprendizagem em contexto de formação de funcionários públicos de um conjunto de  PALOPs ,  Gestão Financeira e Patrimonial  (1998)

 

Exercício Programado nº 9

 

Em grupo

 

O Ministro da Saúde pediu ao Ministro das Finanças, do qual depende, por delegação do Primeiro Ministro, o Director  Nacional de Auditoria, a realização de uma auditoria operacional e financeira ao Hospital D, que se encontra sob a sua dependência, por lhe terem chegado notícias de que os doentes que se queixam de certos males são alvo de tratamentos inadequados, motivados por erros de diagnóstico. Por outro lado, um jornal da oposição denunciou nas  suas colunas que há 5 anos que ocorrem, com regularidade, desvios de fundos no referido hospital. O hospital nunca foi sujeito a uma auditoria.

O Director Nacional de Auditoria  designou como chefe da equipa um dos seus funcionários com frequência da Licenciatura em Direito (3º ano incompleto) ao qual sugere leve consigo 2 colaboradores, sendo 1 motorista e 1 contabilista, escolhido pelo Director porque antes de trabalhar na Direcção Nacional de Auditoria (o que sucede desde há 2 anos) havia trabalhado nesse hospital. Entretanto o Director do Hospital, que é médico e influente dirigente local do partido que apoia o Governo, telefonou ao Director Nacional de Auditoria dizendo que só permitirá o acesso aos serviços se a equipa de auditoria se comprometer a apresentar-lhe em primeira mão o seu relatório.

O chefe da equipa de auditoria designado tem de apresentar no dia seguinte ao Director Nacional uma proposta de constituição definitiva da equipa  e de desenvolvimento de actuações, incluindo um esboço de plano da auditoria, com indicação dos dias de trabalho na sede do serviço e no terreno.

Procure colocar-se na posição do chefe da equipa e prepare as respostas que este terá de apresentar.”

 

Chamo a atenção dos leitores para que as respostas poderiam  variar de PALOP para PALOP, por isso conviria  formar grupos heterogéneos.

.

 

Anúncios

Sobre ivogoncalves

64 anos Licenciado em Economia pelo Instituto Superior de Economia, Mestre em Administração e Políticas Públicas pelo Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa, Doutor em Sociologia, especialidade de Sociologia Política, pelo ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa. Detém Diploma de Estudos Avançados (3º Ciclo) em História Moderna e Contemporânea da mesma instituição. Domínios de actividade profissional: Gestão Orçamental Pública, Auditoria e Fiscalização, Recuperação de Empresas como dirigente, técnico ou consultor e formador. Outros domínios de interesse: Sistemas de Informação. Docente do ensino superior de Setembro de 1976 a Maio de 1985 no Instituto Superior de Economia, e de Outubro de 1985 a Julho de 2010 no Instituto Superior de Gestão (integrado actualmente no Grupo Lusófona). Membro nº 15 da Ordem dos Economistas. Pertence ao Colégio de Economia Política e ao Colégio de Auditoria. Membro nº 1385 do Instituto Português de Auditoria Interna. Sócio nº 20831 da Sociedade de Geografia de Lisboa.
Esta entrada foi publicada em Gestão. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s