Preços dos transportes colectivos de passageiros

Pelas razões que já aqui expliquei,

https://ivogoncalves.wordpress.com/2011/07/08/o-principio-do-utilizador-pagador-nos-transportes-colectivos-de-passageiros/

parece-me defensável o anunciado aumento de 15 %.

Entretanto foi conhecido o seguinte:

Público on line, citando Lusa

“O Governo vai criar um título de transporte a preços reduzidos para agregados familiares de menores rendimentos, que estará em vigor a 1 de Setembro, de acordo com o despacho normativo enviado às empresas de transporte público.

No despacho normativo, a que a Lusa teve acesso, os ministérios das Finanças e da Economia realçam o objectivo de “promover a justiça e protecção social, introduzindo medidas de discriminação positiva no acesso à mobilidade”.

Nesse sentido, acrescenta, “será criado um título de transporte a preços reduzidos, promovendo a justiça e protecção social a agregados familiares de menores rendimentos, a implementar em 1 de Setembro de 2011”.

No mesmo documento, o Governo fixou em 15 por cento o aumento médio nos preços praticados para os títulos dos transportes rodoviários urbanos de Lisboa e do Porto, para os transportes ferroviários até 50 quilómetros e para os transportes fluviais.

De acordo com o despacho normativo, os preços dos títulos de transporte podem ser aplicados pelos operadores a partir de 1 de Agosto.”

 que se vai aplicar, creio, em função dos rendimentos declarados no IRS, ou seja, a quem tem poucos rendimentos, a quem declara poucos rendimentos, e a quem está isento de os declarar. Hum…
 
Talvez o despacho preveja também que “a filha do homem mais rico de Portugal”  para viajar na Carris tem de comprar o autocarro.
 
A propósito de filhas e de  filhos: os passes de preço reduzido para estudantes vão acabar, não é ?   
.
Anúncios

Sobre ivogoncalves

64 anos Licenciado em Economia pelo Instituto Superior de Economia, Mestre em Administração e Políticas Públicas pelo Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa, Doutor em Sociologia, especialidade de Sociologia Política, pelo ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa. Detém Diploma de Estudos Avançados (3º Ciclo) em História Moderna e Contemporânea da mesma instituição. Domínios de actividade profissional: Gestão Orçamental Pública, Auditoria e Fiscalização, Recuperação de Empresas como dirigente, técnico ou consultor e formador. Outros domínios de interesse: Sistemas de Informação. Docente do ensino superior de Setembro de 1976 a Maio de 1985 no Instituto Superior de Economia, e de Outubro de 1985 a Julho de 2010 no Instituto Superior de Gestão (integrado actualmente no Grupo Lusófona). Membro nº 15 da Ordem dos Economistas. Pertence ao Colégio de Economia Política e ao Colégio de Auditoria. Membro nº 1385 do Instituto Português de Auditoria Interna. Sócio nº 20831 da Sociedade de Geografia de Lisboa.
Esta entrada foi publicada em Cidadania, Economia, Empresas, Ensino Superior, Ensinos básico e secundário. ligação permanente.

Uma resposta a Preços dos transportes colectivos de passageiros

  1. Pingback: Transportes colectivos de passageiros: reequilíbrio económico, saneamento financeiro, coordenação, investimento | Comunicar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s