Número de ministérios : e que tal um novo modelo de estrutura do Governo e da Administração ?

A estrutura piramidal em que de cada titular de cargo dependem pelo menos outros dois titulares de cargos de nível inferior, poderia ser substituída por um dirigente e um adjunto, assegurando o primeiro a definição da política e o relacionamento político e o segundo a gestão interna e o relacionamento operacional.

Assim:

Poderia manter-se o número de Ministérios, mas cada Ministro teria apenas um Secretário de Estado Adjunto, excepção feita para as Finanças em que o Secretário de Estado do Orçamento poderia (voltar a) ter a Administração Pública.

Poderia manter-se até reestruturação o número de Direcções Gerais ou organismos equiparados, mas cada Director-Geral teria apenas um Subdirector-Geral, excepção feita para os mastodontes tipo DGCI ou DGCI+DGAIEC.

Os Reitores teriam apenas um Vice-Reitor, os Presidentes de Politécnicos, apenas um Vice-Presidente (e, em ambos os casos, um Administrador), os Directores de Escolas apenas um Director-Adjunto.

Nos níveis inferiores, poderia seguir-se o mesmo tipo de orientação. 

Já nos órgãos reguladores e nas empresas públicas orientadas para o mercado deveria manter-se a colegialidade dos órgãos dirigentes.

Sobre ivogoncalves

64 anos Licenciado em Economia pelo Instituto Superior de Economia, Mestre em Administração e Políticas Públicas pelo Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa, Doutor em Sociologia, especialidade de Sociologia Política, pelo ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa. Detém Diploma de Estudos Avançados (3º Ciclo) em História Moderna e Contemporânea da mesma instituição. Domínios de actividade profissional: Gestão Orçamental Pública, Auditoria e Fiscalização, Recuperação de Empresas como dirigente, técnico ou consultor e formador. Outros domínios de interesse: Sistemas de Informação. Docente do ensino superior de Setembro de 1976 a Maio de 1985 no Instituto Superior de Economia, e de Outubro de 1985 a Julho de 2010 no Instituto Superior de Gestão (integrado actualmente no Grupo Lusófona). Membro nº 15 da Ordem dos Economistas. Pertence ao Colégio de Economia Política e ao Colégio de Auditoria. Membro nº 1385 do Instituto Português de Auditoria Interna. Sócio nº 20831 da Sociedade de Geografia de Lisboa.
Esta entrada foi publicada em Cidadania, Empresas, Ensino Superior, Ensinos básico e secundário, Gestão. ligação permanente.

2 respostas a Número de ministérios : e que tal um novo modelo de estrutura do Governo e da Administração ?

  1. Pingback: Número de ministérios : e que tal um novo modelo de estrutura do Governo e da Administração ? « Fórum SNESup

  2. Pingback: Ministros a menos, Secretários de Estado a mais | Comunicar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s