Árvore de Natal

Não podia estar mais de acordo com  Teixeira dos Santos quando este comparou as taxas reduzida e intermédia do IVA a uma Árvore de Natal onde todos os anos se iam colocando novas prendas.

Antes do anúncio da subida das taxas para alguns produtos, em 29 de Setembro, já a tinha proposto aqui, como primeira de nove medidas, a 17 do mesmo mês

https://ivogoncalves.wordpress.com/2010/09/17/nove-propostas-para-2011/

Mas depois começaram as surpresas:

Em primeiro lugar, alertou-me uma amiga, o vinho continuou a ser considerado um produto de primeira necessidade, beneficiando de taxa reduzida. Uma árvore de Natal com garrafas penduradas nos seus frágeis ramos.

A infame (e bem sucedida)  manifestação em S. Bento contra a descida para 0,5 % da taxa de alcool autorizada no sangue dos condutores ainda faz sentir os seus efeitos.  E depois aumentem as penas dos crimes rodoviários. Os criminosos que forneceram as armas estão à solta.  

Em segundo lugar, a oposição do PSD a tudo o que fosse aumento de receita, oposição que foi decisiva. Lá ficaram todas as prendinhas na árvore…

No entanto, não faz sentido que continue este tipo de benefícios quando o Estado deixou de cumprir compromissos contratuais em termos das remunerações de pessoal.

Quanto ao leite com chocolate e outras situações, percebo que as empresas que tratam o leite diversificaram a carteira de produtos, mas não acredito que a procura caísse de forma excessiva.

Impõe-se o realinhamento das taxas, com carácter imediato, e, para os casos mais sensíveis do ponto de vista de impacto empresarial, a calendarização do aumento. Mas a necessidade económica, financeira e até social (pelo menos na parte da moralização da vida em comunidade) de um realinhamento de taxas não é contestável.

É  claro que não espero ver uma greve geral pelo realinhamento.  É o problema das grandes organizações que abarcam tantos objectivos que não conseguem escolher entre eles.  Voltarei ao tema brevemente.

Advertisements

Sobre ivogoncalves

64 anos Licenciado em Economia pelo Instituto Superior de Economia, Mestre em Administração e Políticas Públicas pelo Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa, Doutor em Sociologia, especialidade de Sociologia Política, pelo ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa. Detém Diploma de Estudos Avançados (3º Ciclo) em História Moderna e Contemporânea da mesma instituição. Domínios de actividade profissional: Gestão Orçamental Pública, Auditoria e Fiscalização, Recuperação de Empresas como dirigente, técnico ou consultor e formador. Outros domínios de interesse: Sistemas de Informação. Docente do ensino superior de Setembro de 1976 a Maio de 1985 no Instituto Superior de Economia, e de Outubro de 1985 a Julho de 2010 no Instituto Superior de Gestão (integrado actualmente no Grupo Lusófona). Membro nº 15 da Ordem dos Economistas. Pertence ao Colégio de Economia Política e ao Colégio de Auditoria. Membro nº 1385 do Instituto Português de Auditoria Interna. Sócio nº 20831 da Sociedade de Geografia de Lisboa.
Esta entrada foi publicada em Cidadania, Empresas, Movimentos sociais. ligação permanente.

Uma resposta a Árvore de Natal

  1. Pingback: Árvore de Natal « Fórum SNESup

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s