“Reestruturação” da dívida ?

Segundo o Público on line de hoje:

A reestruturação de dívida é um expediente a que recorre alguém ou alguma entidade (neste caso, Estados) que não está em condições de reembolsar as quantias pedidas nos prazos acordados. A reestruturação pode envolver apenas alteração de prazos ou mesmo a diminuição das quantias reembolsadas em relação ao que era suposto ser pago. Por exemplo, uma reestruturação da dívida de um Estado pode implicar que os credores só recebam 70 por cento daquilo a que têm direito”

Reestruturação ? Antes dizia-se conversão forçada, repúdio da dívida, bancarrota parcial…

Já agora, uma interrogação que me venho  colocando desde 2009. Que sentido faz o Estado prestar garantias aos bancos se ele próprio não tem credibilidade ? Por exemplo, será que o Estado tem mesmo de prestar garantias à CGD, ou deveria ser esta a prestar garantias ao Estado ?

Se virmos bem as coisas, a CGD nunca falhou compromissos, o Estado falha-os todos os dias. Com os atrasos de pagamento a fornecedores, com a “reestruturação” dos sistemas de aposentação e reforma…

Anúncios

Sobre ivogoncalves

64 anos Licenciado em Economia pelo Instituto Superior de Economia, Mestre em Administração e Políticas Públicas pelo Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa, Doutor em Sociologia, especialidade de Sociologia Política, pelo ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa. Detém Diploma de Estudos Avançados (3º Ciclo) em História Moderna e Contemporânea da mesma instituição. Domínios de actividade profissional: Gestão Orçamental Pública, Auditoria e Fiscalização, Recuperação de Empresas como dirigente, técnico ou consultor e formador. Outros domínios de interesse: Sistemas de Informação. Docente do ensino superior de Setembro de 1976 a Maio de 1985 no Instituto Superior de Economia, e de Outubro de 1985 a Julho de 2010 no Instituto Superior de Gestão (integrado actualmente no Grupo Lusófona). Membro nº 15 da Ordem dos Economistas. Pertence ao Colégio de Economia Política e ao Colégio de Auditoria. Membro nº 1385 do Instituto Português de Auditoria Interna. Sócio nº 20831 da Sociedade de Geografia de Lisboa.
Esta entrada foi publicada em Cidadania, Empresas, Gestão. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s